Guia de estilo: material de referência de leitura obrigatória

Olá, leitores! Surpresa! Hoje a publicação semanal (que está mais para mensal ultimamente) será em português. Aos que sentiram falta da nossa língua tupiniquim por aqui, aproveitem! 😉

zEk8RJdmQrqja2XwbjgJ_DSC_2368

Os tradutores com mais experiência, principalmente os que trabalham com agências, sabem o que é um Guia de Estilo (ou pelo menos deveriam saber, né? :/). Àqueles que não sabem: um Guia de Estilo, como o próprio nome diz, é um guia que contém instruções e orientações sobre o estilo de determinado cliente, além de regras gramaticais e lexicais do idioma de chegada. Com o glossário, ele é parte do material de referência que os clientes fornecem às agências e/ou aos tradutores. O material de referência, também como o próprio nome diz, deve ser consultado antes de iniciar uma tradução, a fim de saber mais sobre os usos e as regras do cliente e aplicá-los corretamente na tradução.

Como tenho observado que muitos tradutores desconhecem algumas regras frequentes desses guias, meu objetivo hoje é abordar algumas orientações importantes que constam na maioria dos Guias de Estilo.

  1. Uso de letras maiúsculas/minúsculas
    A língua inglesa usa muito mais letras maiúsculas que a língua portuguesa. Em português, somente nomes de pessoas/lugares devem iniciar com letra maiúscula. Em uma frase ou título, somente a primeira letra da primeira palavra é maiúscula. O mesmo serve para comandos de softwares e caixas de diálogo (exceto em traduções para o Windows, que não deve ser usado como modelo para outros clientes). Nomes de cargos não começam com letra maiúscula.
    Depois de dois pontos (:), usa-se maiúscula depois de “Observação”, “Cuidado”, “Aviso”, etc.
  2. Pontuação
    Em inglês, usa-se muito o traço (—), ao contrário do português, que raramente usa esse tipo de pontuação. Ele é normalmente substituído por dois pontos (:) ou vírgula (,).
    As aspas simples (‘) só devem ser usadas quando precisar usar aspas dentro de uma frase que já está entre aspas (“Pressione ‘Salvar’ antes de prosseguir”).
    Evite o uso de frases completas entre parênteses, que é muito comum em inglês. Normalmente, a simples remoção dos parênteses é a melhor solução.
    Ao contrário da língua inglesa, a pontuação em português é inserida após o fechamento das aspas.
  3. Números
    Os números de 0 a 10, 100 e 1.000 são escritos por extenso. No entanto, quando houver uma mistura de formatos em uma mesma frase, usar somente o formato numérico. Se o número estiver no início da frase, ele deverá ser escrito por extenso.
  4. Unidades de medida
    As formas abreviadas das unidades de medida não têm flexão de plural, não são seguidas por ponto e são separadas do número por um espaço. Alguns exemplos: ºC (grau Celsius), l (litro), min (minuto), h (hora), s (segundo), kg (quilograma), km (quilômetro), pol. (polegada; exceção, pois é seguido por ponto).
  5. Valores monetários
    Deve haver um espaço entre o cifrão e o número (R$ 25 mil, US$ 50 milhões).
  6. Marcadores e numeração
    A numeração é normalmente usada para etapas sequenciais. A primeira letra de cada item é em letra maiúscula, e, se o item for uma frase completa, deve terminar com ponto final. Marcadores podem conter itens simples ou frases completas. No caso de itens simples, a primeira letra é minúscula e a pontuação final é o ponto e vírgula (;), exceto o último item, que deve terminar com ponto final. Já no caso de frases completas, vale a mesma regra da numeração. Dica: veja se os itens podem ser lidos como um todo ou se constituem frases separadas.
  7. Símbolos
    Substitua: “#” por “nº”; “&” por “e”; e “@” por “em/a” (quando não for parte de um endereço de e-mail, é claro).
  8. Calendário
    Abreviação consagrada dos dias da semana: SEG, TER, QUA, QUI, SEX e SÁB. Meses: JAN, FEV, MAR, ABR, MAI, JUN, JUL, AGO, SET, OUT, NOV e DEZ.
  9. Gerúndio
    Em títulos, o gerúndio, amplamente usado em inglês, é normalmente substituído por um substantivo (salva orientação contrária do projeto). Outra opção é usar “Como” + verbo no infinitivo.
  10. Verbos
    Como regra geral, em textos técnicos, evite ao máximo o uso de verbos no futuro, mesmo se a estrutura em inglês for essa. Use o presente.
    Atenção com a concordância em frases condicionais: “Se o tempo estiver bom no fim de semana, jogarei tênis” e “Sempre que o tempo permite, jogo tênis”.
  11. Sujeito
    Embora a língua portuguesa permita a emissão do sujeito de uma frase, somente faça isso se o verbo deixar claro a qual pessoa ele se refere. Por exemplo, “posso” se refere ao pronome “eu”. Nesse caso, a emissão do pronome pode ser até melhor, a fim de evitar redundância e deixar o texto mais fluido.
    Cuidado com a repetição excessiva de pronomes em uma frase. Tente limitá-la ao máximo. Se possível, utilize o pronome somente uma vez.
  12. Pronome possessivo
    Em textos técnicos, embora o original em inglês use o pronome possessivo, há casos em que é melhor usar um artigo em português. Por exemplo, “o computador” (your computer), “o navegador” (your browser).

O mundo da tradução não é um conto de fadas em que você sempre encontrará um texto original perfeito e sem erros. Na verdade, o contrário é muito mais frequente do que deveria. Portanto, além de saber as regras da língua portuguesa, também é necessário conhecer muito bem a língua inglesa, a fim de que o texto de partida não nos confunda.

Nosso trabalho não é apenas traduzir o significado do texto de origem como também fazê-lo de forma correta e fluida, independentemente da fluidez e adequação gramatical dele, a fim de produzir uma tradução com significado, mas também com beleza e de fácil leitura. Conhecer todas as regras gramaticais e de estilo não é fácil, requer tempo e muita atenção. No entanto, com o tempo, elas se tornam parte do seu conhecimento e o processo de aplicação, automático. Esse pode ser o seu diferencial entre tantos tradutores no mercado: atenção aos detalhes.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s