Guest post: Time bank (in Portuguese)

It’s December already, huh? Christmas is around the corner. Can you feel it? 😀

Let’s welcome the first December guest, Víctor Gonzales.

Welcome, Víctor!

DSC03551-BW

O banco de tempo é possível entre tradutores?

Sim! Por quê? Porque normalmente, ao longo de nossa trajetória profissional nos tornamos especialistas em determinadas áreas ou tarefas que, como profissionais de letras, podem ir além da tradução. Alguém pode ser especialista em uma área que eu não domino ou vice-versa, ou alguém pode dominar o uso de uma ferramenta de tradução que para mim é novidade e na qual nunca mexi, não é verdade? Pois bem, o banco de tempo só vem para nos ajudar. Trata-se de uma ferramenta baseada na troca e no excedente de demandas.

O banco de tempo tem uma grande vantagem que é não precisar de dinheiro. Porém, as desvantagens podem ser a dificuldade de coincidir a oferta e a demanda das pessoas envolvidas, por isso, além de poder ser usado entre dois colegas tradutores, em um grupo pode funcionar melhor, mas lembramos, é preciso encontrar uma unidade de valor para as trocas ou permutas. Tudo pode ser bem acordado e resultar em uma boa ferramenta de parceria entre as partes.

Então, a unidade de valor neste caso é o tempo, que pode ser definido em horas, como sugiro, ou como melhor convir aos envolvidos. No caso de trabalhar em grupo, o aproveitamento pode ser melhor, já que a possibilidade de a oferta e a demanda coincidirem é maior.

Os princípios do banco de tempo são os seguintes:

– Todos temos habilidades e especialidades nas quais nos desempenhamos melhor.

– A redefinição do conceito de trabalho dentro do grupo ou da dupla de colegas tradutores.

– O fomento da reciprocidade e da troca vs. a dependência.

– O fomento da aprendizagem e da partilha recíproca.

Vejamos, a ideia é contabilizar as trocas e ajudas, e assim, administrar o banco de tempo. Cada tradutor terá um controle das horas de crédito ou débito que tiver, então, cada tradutor pode oferecer ou solicitar serviços.

Como funciona: cada tradutor pode entrar em contato com outro para fazer a troca ou permuta de ajuda. Depois de cada troca, ambos os tradutores registram e contabilizam as respectivas horas de crédito ou débito.

Como mencionado anteriormente, as horas podem ser as unidade de controle do tempo. E os objetos de troca são os serviços que podemos oferecer ou precisar: uma parceira justa e controlada. Desta forma, é possível evitar o oportunismo, mas é preciso um acordo sério para evitar a desconfiança e entendimentos errados. Lembrando que o banco de tempo só pode se dar entre tradutores que querem oferecer ajudar e receber, e a reciprocidade de demandas precisa existir. O interessante dessa ferramenta é que, por se tratar de um mesmo tipo de serviço, a tradução e demais trabalhos relacionados a letras, facilita o trabalho de ambas as partes. Para terminar, o melhor, como nosso trabalho é 99,99% por internet, as pessoas não precisam estar no mesmo local para realizar a troca e o uso da ferramenta, o banco de tempo.

Tenho feito uso do banco de tempo com alguns colegas tradutores e escritores, em traduções, revisões e redações, e é uma experiência muito bacana. Pois bem, deixo com vocês essa sugestão. Se alguém já trabalha com essa ferramenta, por favor, comente sua experiência.

Thank you for your contribution to our blog, Víctor! Interesting idea! Thanks for sharing it with us.

What do you think about it? Share your thoughts.

About the author
10818994_10153361852611978_1744698626_nVíctor Gonzales é editor do blogue El Heraldo de Ia traducción, tradutor técnico, principalmente nas áreas de comunicação e marketing, há mais de 10 anos. Trabalha com os pares de línguas português – espanhol como tradutor, revisor e redator. Formado em letras português – inglês pela Universidade Paulista, estuda e pesquisa sobre a tradução já há algum tempo e é um apaixonado pela tradução literária e pela produção editorial.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s